sexta-feira, 25 de maio de 2012

CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DA ACUPUNTURA! E PARA QUEM PENSA QUE ACUPUNTURA É UM TRATAMENTO CARO, SE ENGANOU. LIGUE E CONFIRA!!!!! PREÇOS PROMOCIONAIS IMBATÍVEIS!!!!!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Acupuntura auricular para ansiedade

A Ansiedade apresenta-se em nosso organismo como um sentimento de apreensão desagradável, juntamente com uma sensação de vazio no estômago, palpitação, dor de cabeça ou até mesmo falta de ar.

Todas as pessoas podem sentir ansiedade, principalmente com a vida atribulada atual. A ansiedade acaba tornando-se constante na vida de muitas pessoas. Dependendo do grau ou da frequência, pode se tornar patológica e acarretar muitos problemas posteriores, como o transtorno da ansiedade. Portanto, nem sempre é patológica.

Ter ansiedade ou sofrer desse mal faz com que a pessoa perca uma boa parte da sua auto-estima, ou seja, ela deixa de fazer certas coisas porque se julga ser incapaz de realizá-las. Dessa forma, o termo ansiedade está de certa forma ligado à palavra medo, sendo assim a pessoa passa a ter medo de errar quando da realização de diferentes tarefas, sem mesmo chegar a tentar.

Para tratamento desta patologia, temos a acupuntura auricular que em diversos trabalhos demonstrou uma melhora significativa no quadro, utilizando agulhas ou sementes.

Os pontos mais utilizados são: Shen Men, Simpático, Coração, Ansiedade, Ponto de Neurastênia e Occipital.

Ref. Wikipédia

Protocolos de Auriculoterapia.

Sugestão de pontos

Devemos começar (abrir) a sessão de auriculoterapia com Shen Men, Rim e Simpático, e daí aplicar os outros pontos correspondentes ao que estamos tratando:

Acne: Região da face, Mandíbula, Maxilar, Pulmão, Supra-renal, Sede, Endócrino e Hipófise.
Aftas: Língua, Boca, Estomago, Fígado
Alergias de Pele: Ponto da Urticária, Ápice,
Alcoolismo: Ouvido central, Hélix 5, Fígado, Bexiga, Sede. Vícios e Boca
Amenorréia: Genitais internos, Genitais externos, Simpático, Fígado, Baço, Hipófise, Diafragma, Supra-renal, Coração e Ovário/Testículo
Ansiedade/Tensão/Neurose: Olho, Coração, Ouvido central, Hipófise, Ápice, Ansiedade, Simpático, Área de neurastenia
Artrose de Joelho: Joelho, Fígado, Simpático, San Jiao e Supra-renal
Asma e Bronquite: Pulmão, Intestino grosso, Brônquios, Nariz externo, Endócrino, Asma, Crise asmática (se estiver em crise), PING CHUAN inferior e Supra-renal
Azia: Cárdia, Estômago, Fígado, Baço
Bursite: Região do ombro, Cervical, Hélix 3, Clavícula, Fígado e Baço
Bursite Trocanteriana: Ciático, Quadril, Sacral, Cóccix, Tálamo e Nervo occipital menor
Câimbras: Pontos da região afetada, Shen Men e Fígado
Catarata: Olho, Olho1, Olho2, Vesícula, Fígado
Cefaléia Frontal: Estômago, Frontal, Ápice, Tronco cerebral, Olho e Cefaléia
Cefaléia Occipital: Occipital, Tronco cerebral, Bexiga, Cervical, Simpático, Olho e Cefaléia
Cefaléia Temporal: Temporal, Fígado, Vesícula biliar, Tálamo, Tronco cerebral, Olho e Cefaléia
Celulite: Bexiga, Intestino Grosso, Baço, Hipófise, Endócrino, Supra-renal e região afetada
Cervicalgia: Cervical, Supra-renal, Olho, Fígado, Nervo occipital menor e Hélix 4
Cervicobraquialgia: Cervical, Região do ombro, Cotovelo e/ou punho e/ou falanges, Hélix 1, Hélix 4, Fígado, Tálamo, Olho e Baço
Ciática: Ciático, Glúteos, Bexiga, Fígado e Vesícula
Conjuntivite: Olho, Olho1, Olho2, Vesícula biliar, Fígado
Constipação: Intestino grosso, Anus, Intestino delgado, Ouvido central, Pulmão, Subcórtex e Endócrino
Crise Hipertensiva: Ápice (sangria)
Depressão: Hipófise, Olho, Coração, Endócrino, Supra-renal, Lóbulo anterior, Área de neurastenia e Hélix 6
Dermatite: região afetada, Pulmão, Intestino grosso, Ápice, Hélice 1 e Diafragma
Disenteria: Intestino grosso, Intestino delgado, Ânus, Subcórtex
Dismenorréia: Genitais internos, Genitais externos, Fígado, Diafragma, Baço, Hipófise, San Jiao, Endócrino, Supra-renal e Ovário/Testículo
Dor de Barriga: Estômago, Umbilical
Dor de Dente: Dente (os dois pontos), Maxilar (se for superior) ou Mandíbula (se for inferior), Tálamo, San Jiao, Nervo occipital menor, e Região da face
Dor de garganta (laringite/faringite): Faringe, Amídalas, Boca, Hélix 6 e Ápice
Dor de Ouvido: Ouvido interno e externo, Hélix 5 e Supra-renal
Entorse de Tornozelo: Tornozelo, Calcâneo, Nervo occipital menor, San Jiao, Baço e Fígado.
Enxaqueca: Occipital, Temporal, Frontal, Encéfalo, Analgesia
Epicondilite Lateral: Fígado, Baço, Hélix 2, Cotovelo e Nervo occipital menor
Esporão de Calcâneo e Fascíte Plantar: Calcâneo, Tornozelo, Fígado, Ápice
Estresse: Fígado, Coração, Área de neurastenia, Lóbulo anterior e Olho
Fibromialgia: Olho, Fígado, Coração, Lóbulo anterior, Área de neurastenia, região afetada, Baço, Pulmão, Supra-renal e Nervo occipital menor
Frigidez: Genitais internos, Genitais externos, Fígado, San Jiao, Olho, Subcórtex e Ovário/Testículo
Furúnculo: Intestino grosso, Pulmão, Diafragma, Endócrino, Supra-renal, Hipófise e região afetada
Gastrite: Estômago, Fígado, Baço, Cárdia, Ouvido central, Subcórtex, Área de neurastenia, Olho e Fndócrino
Gripe: Intestino grosso, Diafragma, Pulmão, Brônquios, Nariz externo, Supra-renal, Endócrino, Imunológico e Nariz interno
Hemorróida: Ânus, Intestino grosso, Estômago, Baço, Genitais internos e Genitais externos
Hepatite: Hepatite, Fígado, Vesícula biliar, Endócrino, Supra-renal e Baço
Hipertensão: Ápice, Hipotensor, Coração (em caso de crise sangrar o ápice)
Hipertiroidismo: Tireóide (sedar todos os pontos referentes), Endócrinas (S)
Hipotensão Arterial: Supra-renal, Hipertensor (T)
Hipotiroidismo: Tireóide (tonificar todos os pontos referentes), Endócrinas (T)
Impotência, Ejaculação Precoce: Genitais internos, Genitais externos, Fígado, Coração, Hipófise, San Jiao, Lóbulo anterior, Simpático, Próstata, Olho e Ovário/Testículo
Imunidade: (aumento) PING CHUAN superior (tonificar)
Insônia: Ouvido central, Coração, Supra-renal, Subcórtex, Lóbulo anterior e Olho
Lombalgia: Lombar, Sacro, Cóccix, Nervo occipital menor e San Jiao
Lombociatalgia: Ciático, Nervo occipital menor, Lombar, Sacro, Cóccix, Vesícula biliar e Bexiga
Náusea: Estômago, Esôfago, Boca, San Jiao e Subcórtex
Neuralgia Intercostal: Torácica, Diafragma e Tronco cerebral
Nevralgia dos Trigêmeos: Nervo aurículo temporal, Região da face
Obesidade:
Parte hormonal: Endócrino, Supra-renal, Hipófise, Tálamo:
Parte fisiológica: Boca, Estômago, Intestino grosso, Fígado, Fome, Baço
Parte Emocional: Olho, Lóbulo anterior, Coração e Área de neurastenia, Ansiedade, Vício
Osteoartrose de Quadril: Quadril, Fígado e Supra-renal
Palpitação/Arritmia: Coração, Olho e Lóbulo anterior
Paralisia Facial: Região da face, Maxilar, Mandíbula, Tronco cerebral e Subcórtex
Pneumonia: Intestino grosso, Pulmão, Nariz externo, Brônquios, San Jiao, Endócrino e Olho
Prurido Vulvar: Genitais internos, Genitais externos, Ovário/ Testículo, Fígado, Baço, Diafragma e Quadril
Retenção Urinária: Genitais internos, Genitais externos, Ovário/Testículo, Bexiga, San Jiao e Hipófise
Rinite: Nervo occipital menor, Nariz interno, Nariz externo, Pulmão e Brônquios
Seqüela AVC: Occipital, região afetada, Subcórtex, Supra-renal, Endócrino, Encéfalo (T) e Olho
Síndrome das pernas inquietas: Fígado, Baço, Sub-córtex (M), Cérebro (M), Pernas (S)
Síndrome do pânico: sangria no ápice, tálamo, excitação, frontal, hipófise, san jiao, boca, subcórtex, vago e endócrino.
Síndrome do Piriforme: Ciático, Quadril, Sacro, Cóccix, Nervo occipital menor
Sinusite: Intestino grosso, Pulmão, Brônquios, Nariz externo, Supra-renal e Nariz interno
Tabagismo: Ouvido central, Pulmão, Boca, Hélix 5 e 6, Vício e Sub cortex
Tensão Nervosa: Ápice (sangrar), Diafragma, Coração
Torcicolo: Pescoço, Cervical, Ansiedade, Ombro, Dorsalgia
TPM: Lóbulo anterior, Fígado, Olho, Endócrino, Área de neurastenia e Hipófise
Traumatismo (sem fratura): região afetada, Baço, Ápice e Nervo occipital menor
Vertigem: Vesícula biliar, Fígado, Coração, Área de neurastenia, Olho, Ouvido externo e Ouvido interno
Zumbido, Surdez, Labirintite, Otite: Ouvido interno, Ouvido externo, Hélix 5, Vesícula biliar, Bexiga e Temporal
CONTRA INDICAÇÕES:
GESTANTES – Pelve, Abdome, Endócrina, Supra-renal, Tireóide, Hipófise, Hipotálamo, Subcortex, Baço e Intestino.
LACTANTES – Endócrinas, Hipófise, Tireóide, Hipotálamo
ADOLESCENTES – Endócrinas, Hipófise, Tireóide, Hipotálamo
HIPOTENSOS – Coração
ALÉRGICOS – Imunológico e Ponto Darwin (Hélix 1)
HIPERTENSOS – Supra-renal




Acupuntura para perda de peso!!!!

Acupuntura para perda de peso.

No mundo em que vivemos a aparência é nosso cartão de visita e por isso devemos estar sempre com o corpo em dia e para isso muitas pessoas procuram fazer dietas, atividades físicas e também utilizar outras opções para ajudar a ficar com o peso ideal.
Atualmente a acupuntura vem sendo muito procurada para ajudar as pessoas a perderem peso, e tem tido resultados extraordinários.
De acordo com a Medicina Chinesa o excesso de peso é causado basicamente pelo mal funcionamento do Baço e Fígado.
Na teoria do cinco elementos o Baço é responsável  por uma boa digestão e transforma o alimento ingerido em Qi, que é uma substancia vital para o organismo, a desarmonia do Baço pode causar fadiga, retenção de líquido, desaceleração do metabolismo, fezes moles e sensação de peso.
O mal funcionamento do fígado, que é responsável por manter o fluxo de Qi pode ser causado pelo estresse e com isso prejudica o trabalho do baço e consequentemente uma boa digestão.
O objetivo da acupuntura é manter o organismo sempre em equilíbrio, consequentemente o corpo trabalhando em harmonia, para isso podemos utilizar alguns pontos que colaboram para um bom equilíbrio do corpo.
Podemos utilizar a combinação IG4+F3 (Quatro Portões), esses pontos são utilizados para fazer a energia circular por todo o corpo, um ponto importante é o VC12 ( Mu do estômago), ponto de tonificação do estômago e fortalecimento do baço.
Em relação ao canal do estômago, podemos utilizar os ponto E36 e E40, esse pontos tem a função de harmonizar o estômago, fortalecer o baço e elimina o "muco".
Os pontos R7 e R10 ajudam a  regular o caminho das águas, eliminar edemas e conduz o calor e a umidade do triplo aquecedor inferior para fora e fortalecendo o rim.
A combinação VC9+Ba9 tem objetivo de eliminar o acúmulo de água, conduz a umidade para fora, controla o caminho das águas e ajuda a regular o baço.
Lembramos sempre que a acupuntura não é feita protocolos e o acupunturista deve realizar uma boa avaliação de pulso, língua e colher a história do paciente para ter uma melhor efetividade do tratamento.
Para fortalecer o tratamento também podemos utilizar a Auriculoterapia para ajudar no melhor resultado.
Alguns pontos são interessante como: Boca, Estômago, Fome, Pulmão, Shenmen, Endócrino, Baço, Rim e Intestino Delgado.

terça-feira, 22 de maio de 2012

A LUTA DEVE CONTINUAR!!!!!

ESCLARECIMENTOS 8.0 – O FUTURO

Em vez de ficarmos parados, atordoados, vamos lutar e ganhar. A luz sempre vence as trevas, a verdade domina as mentiras! O povo merece ter acesso a bons tratamentos de Acupuntura, tanto nos serviços públicos como nas clínicas particulares. Para alcançar tais objetivos, já fiz várias pesquisas nas listas, grupos, redes sociais. Cheguei à conclusão de que é difícil unificar ou satisfazer a todos, assim, é melhor colocar as minhas idéias para funcionar. CEATA, CONBRAC e ANAMO vão dar as seguintes orientações para seus amigos e filiados: 1. Adotar o nome Acupuntura Tradicional para todas as técnicas com base na Filosofia Oriental e na MTC; 2. Produzir vários slogans para mostrar a superioridade da Acupuntura Tradicional e seu caráter multiprofissional; 3. Usar um logotipo único; 4. Imprimir adesivos, camisetas e aventais com o logotipo e o nome Acupuntura Tradicional; 5. Pesquisar e divulgar mais técnicas não invasivas e microssistemas; 6. Subdividir a Acupuntura em várias técnicas ou especialidades – Auriculoterapia, Quiropuntura Koryo ou Sujok, Acupuntura Quântica ou Cristais Radiônicos, Stiperpuntura, Fitopuntura, Magnetopuntura, Laserpuntura etc., quero ver os médicos tentarem monopolizar todas as técnicas; 7. Fortalecer mais as técnicas de avaliação funcional energética como Cinesiologia Aplicada, Radiestesia, Reflexo Auriculocardíaco, Kirliangrafia etc.; 8. Agregar mais Terapias Naturais na Acupuntura Tradicional; 9. Todas as técnicas e resultados terapêuticos devem ser divulgados sistematicamente para jornais, rádio, TV e sites; para isso precisamos da colaboração de todos os amigos; 10. Mais cursos e seminários a distância; 11. Publicar revistas virtuais e livros; 12. Mais ambulatórios filantrópicos, tais ações devem ser divulgados para a mídia; 13. Regulamentar Acupuntura no Congresso Nacional, vamos passar o texto dos projetos de lei (PL 1749/03 de Celso Russomano da Câmara ou PL 473/11 de Eduardo Suplicy do Senado) que for possível politicamente; não dá para ser muito exigente, nem interessa saber se regulamenta a profissão ou a prática, nem precisa ser explícito na criação de graduação superior; quem for contra, que levante as nádegas e converse com os parlamentares em Brasília; 14. Combater o PL do Ato Médico (PL 268/02 ou SCD 268/02) divulgando sua inconstitucionalidade por ferir cultos religiosos; 15. Auxiliar os vários Conselhos Federais nos recursos a STJ e daqui a 10 anos, no STF; 16. Reativar o CONBRAC, promovendo certificações de especialistas. VAMOS CAMINHAR ATÉ A VITÓRIA !

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Acupuntura e hipnose ajudam fumantes a deixar o cigarro

Estudos apontam melhoras na eficácia de tratamentos, mas ainda há questões pendentes

07 de maio de 2012 | 9h 23
Reuters
A acupuntura e a hipnose podem ajudar fumantes a largar o cigarro, confirma uma pesquisa que revisitou 14 estudos do assunto. Os cientistas publicaram as conclusões no American Journal of Medicine e disseram que o que ainda restam são questões relativas à eficácia desses métodos e à comparação deles com outros modos de combate ao vício.
Pacientes, porém, ainda preferem os tratamentos tradicionais para abandonar o vício - Agência Estado
Agência Estado
Pacientes, porém, ainda preferem os tratamentos tradicionais para abandonar o vício
De acordo com Mehdi Tahiri, da Universidade de Montreal, no Canadá, um dos líderes da equipe de pesquisadores, os métodos são alternativas para fumantes determinados a largar o cigarro. Em geral, os fumantes tentam o tradicional - adesivos de nicotina, medicamentos e assessoria comportamental. "Mas há quem não esteja interessado em remédios. Nesses casos, acho que deveríamos recomendar acupuntura e hipnose como opções", afirma.
Os pesquisadores descobriram que alguns estudos mostram que fumantes submetidos à acupuntura apresentaram um índice três vezes maior de abandono do cigarro entre seis meses e um ano que os que não utilizaram esse tratamento. Com a hipnose, aqueles que passaram por algumas sessões também tiveram mais sucesso.
Não há porém, certezas quando à taxa de sucesso dessas técnicas nos estudos avaliados, embora haja uma tendência de que os tratamentos melhorem as possibilidades de que o fumante pare de fumar.
Um estudo feito em 2008 promoveu sessões de acupuntura a laser em 258 fumantes aponta que 55% dos que foram submetidos ao tratamento deixaram de fumar em seis meses. Apenas 4% dos fumantes que não foram tratados com a técnica abandonaram o vício.
Já uma pesquisa de 2027 considerou o tratamento de acupuntura convencional em torno da orelha, área comumente associada a estímulos para que o paciente pare de fumar. Apenas 9% dos que se submeteram às sessões pararam de fumar nos seis meses seguintes, ante 6% dos que não fizeram o tratamento. Ou seja, uma taxa de sucesso discrepante do estudo anterior.
Apesar das dúvidas, Tahiri disse que há uma "tendência" nos benefícios da acupuntura e da hipnose. Ainda há que se fazer pesquisas, por exemplo, sobre quantas sessões são necessárias, ou quais técnicas são as mais eficazes. Outros estudos, porém, mostram que os fumantes ainda preferem os métodos convencionais aos tratamentos alternativos.

Acupuntura melhora a tolerância ao exercício em pacientes cardíacos

Ensaio clínico piloto comprova a eficácia da terapia com agulhas para pessoas com insuficiência cardíaca crônica

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/Heidelberg University Hospital
Estudo clínico demonstra a eficácia da acupuntura para a insuficiência cardíaca
Estudo clínico demonstra a eficácia da acupuntura para a insuficiência cardíaca
A acupuntura melhora a tolerância ao exercício em pacientes com insuficiência cardíaca crônica. Tal afirmação foi determinante em um estudo clínico piloto da equipe do Heidelberg University Hospital, na Alemanha, dirigida pelo médico Johannes Backs. As agulhas não aumentam a função de bombeamento do coração, mas parecem ter uma influência sobre a força muscular esquelética e, portanto, pode aumentar a distância percorrida por pacientes cardíacos durante uma caminhada. Os resultados do estudo clínico, realizado por meio da comparação de um grupo tratado com a acupuntura e outro tratamento com placebo, utilizando agulhas maçantes, foram publicados na revista médica "Heart".
A fraqueza crônica do músculo cardíaco é uma das doenças mais frequentes e causas de morte na Europa. Falta de ar e cansaço causados por exercícios físicos são sinais da doença, que é muito mais complexa do que inicialmente se supunha.
Não é apenas o enfraquecimento da função de bombeamento do músculo do coração que é responsável pelos sintomas. O sistema nervoso vegetativo ou autônomo e várias substâncias transmissoras do nervo tornam-se desequilibradas, o que piora ainda mais o curso da doença. É precisamente aqui que a acupuntura pode intervir, trazendo estes processos de volta ao equilíbrio, que influencia o sistema nervoso autônomo simpático (excitação), estimula o sistema nervoso parassimpático (relaxamento), e também tem um efeito anti-inflamatório. De acordo com os pesquisadores, até agora não havia praticamente nenhum estudo avaliando se a acupuntura pode influenciar doenças potencialmente fatais como a insuficiência cardíaca.
Os cientistas examinaram os pacientes com insuficiência cardíaca que foram tratados com os medicamentos convencionais e estavam em condição estável. Além disso, os pacientes no grupo da acupuntura receberam dez sessões de acupuntura, focando os pontos que aumentam a força geral, de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, e que também são conhecidos por influenciar os sistemas nervosos simpático e parassimpático e os marcadores de inflamação.
O grupo controle foi tratado com placebo que utilizava agulhas especiais que simulam uma picada de agulha, mas não rompem a pele. Após essa terapia, os pacientes de acupuntura puderam cobrir uma maior distância de caminhada no tempo permitido, do que os pacientes do grupo placebo. Eles se recuperaram mais rapidamente e tenderam a se sentirem menos esgotados. No entanto, a capacidade de trabalho mensurável do coração manteve-se inalterada.
"A maioria dos estudos sobre a eficácia da acupuntura têm deficiências metodológicas, como não há controle do placebo e os participantes não estão vendados. Isto significa que os pacientes sabem qual tratamento que é dado e, portanto, podem ter certas expectativas", de acordo com Backs. "Em nossos estudos, todos os pacientes achavam que tinham recebido a acupuntura real. A questão fascinante para o futuro será se, relativamente, a acupuntura de baixo custo pode melhorar o prognóstico para pacientes cardíacos a longo prazo."